A casa e sua biologia/anatomia

Segundo o dicionário Aurélio, biologia é “a ciência que estuda os seres vivos e suas relações com as leis da vida” e Anatomia trata da estrutura do corpo. Como se estuda então a “a biologia e anatomia de uma residência”?
O Feng Shui (Fong Suei) é uma arte milenar oriental que, através da observação da relação dos seres humanos com o meio onde vivem, estudaram a relação dos órgãos vitais e o corpo da casa. Daí vem a frase “o que está dentro, está fora e o que está fora está dentro”. Fazendo estas analogias da casa com o corpo humano fica mais fácil compreender porque devemos cuidar da nossa casa, mantê-la sempre limpa, organizada e funcionando!
Através desse comparativo, temos condições de dizer como está a energia da casa, as pessoas residentes e suas energias pessoais. Conheça a biologia do lar, sua simbologia e o que ela pode nos passar.
Porta de entrada/Portões
Falam sobre aspectos ligados ao rosto (ferrugem, pintura descascada, barulho… pode ser sinusite, problema ocular ou dentário). Para uma pessoa, a boca e o nariz são fundamentais para sobreviver. Através deles, os alimentos e líquidos são ingeridos e o ar respirado. Já para uma casa, a Porta de Entrada é um dos pontos mais importantes, pois, por ela, entra a Energia Chi (vital) para a residência e seus habitantes. Pela boca, o ser humano se comunica com o exterior. Pela porta, a casa se comunica com o exterior.
Olhos da casa: janelas
Pelos olhos nós vemos tudo o que acontece em nossa vida e ao nosso redor. As verdades. As mentiras. Os Sonhos. Muitas vezes, fechamos os olhos para não ver nada ou fingir não ver algo e imaginar o que bem entender. Pelos olhos de uma pessoa, podemos ver seu “estado d’alma”. Pelas janelas da casa, podemos ver o mundo exterior. Os horizontes, as estrelas, a lua e sol. Os moradores podem ver as oportunidades, os sonhos e as metas. Pela janela, o mundo exterior pode ver o que ocorre dentro de nossa intimidade. Se a janela ficar fechada ou estiver com os vidros quebrados, não teremos muita visão da vida.
Fiação elétrica: o sistema nervoso
Se você acha que sua casa não tem sistema nervoso, se enganou redondamente. Quando estamos nervosos, nosso temperamento explode. Temos raiva. Podemos quebrar tudo e ter dores de cabeça. Em uma casa, o sistema elétrico representa o sistema nervoso e as lâmpadas nossa consciência. Quando os moradores são muito nervosos e explosivos, isto pode provocar grandes estragos na rede elétrica. Por exemplo: curtos circuitos, lâmpadas queimadas, aparelhos queimados ou funcionado mal. Podem ocorrer variação na voltagem da rede. Computadores travam e carros falham toda a parte elétrica.
Telefone: ouvir e falar
Através do telefone, comunicamo-nos com o mundo exterior. Nós falamos e ouvimos simultaneamente. Na casa, o sistema telefônico, além de estar associado à fala e audição, está associado também ao sistema nervoso central. Quando o telefone falha ou deixa de funcionar, talvez não queiramos ouvir ou escutar algo.
Coração: centro energétio da casa
Para o ser humano, o coração é um dos centros energéticos vitais. O coração bombeia sangue para todo o corpo humano, alimentando a vida. No centro de uma casa, temos o ponto central das energias. Quando localizamos o centro do bagua, que é o centro da casa, temos a área da saúde do bagua. Também as salas representam as emoções do coração. Uma sala bagunçada emoções em conflito, uma sala vazia…
Sistema excretor: o esgoto do lar
Dispensa comentários mais profundos, mas os ralos funcionam como nariz e devem ser livres de sujeira para “respirar” e transmutar a energia da casa.

Sistema hidráulico: as emoções
Quando estamos tristes, choramos. Quando estamos alegres, choramos. Quando estamos com raiva, choramos. Nosso emocional está associado com o elemento água. É muito importante notar como estão os encanamentos em sua casa. Canos entupidos ou vazamentos, além da conta de água muito alta, podem ser um sinal que alguém na casa não está com as emoções equilibradas. E nem sempre iremos saber quem é, pois o estado emocional de pessoa é muito íntimo.
Corredores – Correspondem às nossas veias – circulação e ao fígado
Cozinha – Pulmões
Quarto de dormir – Cabeça/psicológico e baço
Banheiros – Rins, Aparelho sexual
Terraços, varandas e sacadas – São consideradas uma “ponte” entre o homem e o espírito. Plantas na sacada nos ajudam a encontrar a harmonia espiritual.

FENG SHUI NO CORPO

O Chi ou Ki é a energia vital que anima a vida e está presente em todos os elementos que compõem a vida na terra. Sem o Chi as árvores não florescem, os rios não fluem e o homem não existe…
A utilização correta desta energia nos ambientes se reflete no equilíbrio energético interno do nosso corpo, promovendo saúde e bem estar.

ELEMENTO

FORMA

ENERGIA

ORGÃO QUE

CORRESPONDE OU PREJUDICA

EMOÇÃO QUE PROVOCA

SABOR QUE AMENIZA

Madeira

Retângulo

Yang

Fígado

Raiva

Ácido

Fogo

Triângulo para cima

Yang

Coração

Ansiedade

Amargo

Terra

Quadrado

Yin

Baço/pâncreas

Preocupação

Doce

Metal

Círculo

Yin

Pulmão

Tristeza

Picante

Água

Sinuosa,

Triângulo para baixo

Yin

Rins

Medo

Salgado

Ho’oponopono

Em Havaiano, Hoo significa “causa”, e ponopono quer dizer “perfeição”, portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”.

Você pode através desse sistema se livrar das recordações que tocam repetidamente na sua mente (aquela conversa mental interna incessante – principalmente depois de situações estressantes e desagradáveis) e encontrar a Paz.

Sem os pensamentos se repetindo, sem crenças limitadoras, sem condicionamentos, sem as lembranças dolorosas, um espaço vazio se abre dentro de você. O Ho’oponopono lhe permite soltar estas recordações dolorosas, que são a causa de tudo que é tipo de desequilíbrios e doenças. Na medida em que a memória é limpa, pensamentos de origem Divina e Inspiração ocupam o vazio dentro de você. A única coisa que devemos fazer é limpar; limpar todas as recordações, com quatro simples frases que abrangem tudo:

Sinto muito.
         Me perdoe.         Te amo.          Sou grato.

Lembrem-se, um problema é uma memória repetindo uma experiência do passado. O Ho’oponopono é um apelo a Divindade para cancelar as memórias que estão se repetindo como problemas. O Dr. Len mantém essa frase em mente sempre; “A paz começa comigo”, é o que ele procura praticar embora ainda tropece vez ou outra.

Com o Ho’oponopono estamos assumindo a responsabilidade pelas memórias que compartilhamos com as outras pessoas. Pesquisas mostram que á todo momento existem 11 milhões de “bits” de informação em nossa volta, mas só percebemos 15 “bits”, e são em cima desses “bits” que julgamos as coisas! Portanto, não sabemos o que realmente está acontecendo. Então dizemos para a Divindade; “Se existe algo acontecendo em mim que me faça vivenciar as pessoas de determinada maneira, eu gostaria de liberar isso.” Largando de mão essa vontade de consertar as coisas, de mudar as pessoas, deixando Deus fazer, nós mudamos nosso mundo interior o que causa uma mudança também no mundo externo.

Ser 100% responsável é um caminho de pedras, por ser o intelecto tão insistente. Quando nos ocorre um problema o intelecto sempre busca alguém ou alguma coisa para culpar. Insistimos em procurar fora de nós a origem dos nossos problemas.

A kahuna* Morrnah Simeona, professora do Dr. Len, ensinava que; ”Estamos aqui somente para trazer Paz para nossa própria vida, e se trazemos a Paz para nossa vida tudo em nossa volta descobre seu próprio lugar, seu ritmo e Paz.”. Esta é a essência do processo Ho’oponopono.

*”Kahuna” em Havaiano significa “guardião do segredo”

E-book-HOOPO-SIMPLES_300pxls

http://www.hooponopono.ws/

Toques Terapêuticos – Jin Shin Jyutsu

A mão direita representa o “aqui agora” e a mão esquerda o “passado”.
Aproveitem para fazer isso quando vocês forem ao cinema, assistir uma palestra, TV, fila de banco, viagem ou qualquer lugar que vocês possam pegar em seus dedos e esperar pulsar. O toque é na intensidade de quando a gente pega um passarinho. Sem apertar. Depois que começar a pulsar, espera uns 3 minutinhos e aí muda de dedo.
Memorize cada dedo e os órgãos a que eles se relacionam porque aí você vai poder se cuidar sabendo realmente onde você está estimulando a energia a passar. Quando a energia não passa direito no órgão é aí que vem a doença.
Envolva, suavemente, com uma mão, o dedo correspondente da mão oposta, por alguns minutos (veja desenho abaixo).

557373_2368353543621_1675353262_n
Dedo polegar
Melhora a digestão de alimentos, idéias, pensamentos e emoções; ajuda a dormir melhor e nos torna receptivos ao toque e carinho.
Preocupações e ‘ruminações mentais’ desaparecem.
Ajuda estômago, baço e pâncreas.
Bloqueia uma dor de cabeça que está começando.

Dedo indicador
Traz coragem, fortalece o desejo de viver, harmoniza a circulação dos fluidos corporais e o sistema muscular.
Dissolve o medo e as inseguranças.
Ajuda rim e bexiga.
Evita uma dor nas costas que está iniciando.

Dedo médio
Expande o sentimento de compaixão, a lucidez mental, a criatividade;
regula a harmonia interior do corpo.
Elimina a raiva, frustrações e irritabilidade.
Ajuda fígado e vesícula biliar.
Melhora a visão e revitaliza a fadiga geral.

Dedo anular
Promove a alegria, a esperança, o soltar do passado e o se abrir ao novo; dá vitalidade e energia ao corpo.
Afasta a tristeza, negatividade e o pesar.
Ajuda os pulmões e o intestino grosso.
Harmoniza a respiração e desconforto no ouvido.

Dedo mínimo
Conecta com a intuição, aumenta a auto-estima, harmoniza o sistema esquelético.
Termina com pretensão, julgamentos, comparações e esforço.
Ajuda coração e intestino delgado.
Evita uma dor de garganta que está iniciando.

Centro da palma da mão
Traz sensação de paz profunda e de unidade com o universo.
Dissolve o desânimo.
Ajuda diafragma e fluxo do umbigo.
Harmoniza corpo, mente e espírito mutuamente e com o universo.

por Juliana Klein – Terapeuta